sábado, 2 de outubro de 2010

"Então, foi assim ? " de Ruy Godinho




Uma das coisas que acho mais interessante quando ouço uma música é pensar em que situação ela foi feita ou para que musa especial seriam dedicados aqueles versos tão apaixonados. Eu acho o máximo quando vejo no encarte de um CD o autor explicando alguma coisa sobre as composições.

Quem pensa como eu, vai adorar os dois volumes do livro “Então, foi assim ?” do produtor cultural, ator, diretor, radialista, escritor e pesquisador de MPB , Ruy Godinho.
Paraense, mas radicado em Brasília onde é muito conhecido e respeitado na cena cultural, Ruy reuniu nos dois volumes de seus livros as explicações para o surgimento de várias canções de nossa música, abrangendo compositores que vão desde Cartola e Vinícius de Moraes até Renato Motha. O material foi pesquisado durante anos e muita coisa é resultado de entrevistas concedidas ao autor pelos próprios compositores.

Os dois livros são deliciosos de serem lidos por qualquer pessoa que curta a MPB e nos deixam uma sensação gostosa de partilhar da intimidade da criação de mais de uma centena de músicas tão apreciadas. Depois de nos contar a origem de cada canção, o autor ainda incluiu a letra da composição.

Como diz Paulinho Moska em seu programa “Zoombido” do Canal Brasil: “Você nunca mais vai escutar uma canção sem pensar em como ela foi feita”.

“Então foi assim ? – Os bastidores da criação musical brasileira” - Vol 1- Ruy Godinho
Abravideo – 2009 – 271 páginas

“Então foi assim? – Os bastidores da criação musical brasileira”- Vol 2 – Ruy Godinho
Abravideo – 2010 – 307 páginas

Para comprar os livros: abravideo@abravideo.org.br

Um comentário:

Deo disse...

Salve, Ruy!!!
Venho acompanhando sua participação no Domingo Brasil desde quando voce se envolveu como colaborador desse fantástico programa do Mestre Faustini.
Tem sido muito esclarecedor e agradavel saber dos tais bastidores da nossa produção musical, principalmente pelo fato de voce não se limitar apenas a "fazer sua parte" e sim ter o cuidade e zelo de sempre inserir
depoimentos dos envolvidos nas criações.
Pelo elo em comum com voce via DB (ja deixei la as minhas 10...) eu gostaria de tirar uma dúvida à cerca da canção de Taiguara Volto pra Vitória. Insinuação à parte -e ele voltou mesmo- tenho muita curiosidade de saber onde e quando a música aconteceu.
Explico: ele havia dado um show se não me falha a memória no Cabral 1500 ou no Veleiro (?) e ficou no ar um tumulto durante o mesmo e logo a seguir veio sua (dele) "viagem" e tempos depois a canção; pergunto se haveria algum elo entre a criação da obra, o show, a celeuma e a deportação?
Bem, espero não haver-lhe incomodado com o post e peço que me perdoe pois sou daqueles que tropeçam no ceu quando ouvem música.
Saudações sonoras,
deo
* Te ouço amanhã.